Flamengo top 5 da Adidas? Pelo menos não na Champs-Élysées...

0 comentários
No fim de 2012, o Flamengo acertou sua mudança de material esportivo. Trocou a Olympikus pela Adidas e assinou um longo contrato de dez anos para ganhar cerca de R$ 350 milhões. O acordo também promovia o Rubro-Negro à escala de "top 5" da marca, ao lado de gigantes  europeus como Real Madrid, Bayern de Munique, Chelsea e Milan. Mas a internacionalização do Fla, prometida para 2014, parece caminhar bem devagar.

Logo no início deste ano, essa divulgação pôde ser notada. Lojas virtuais da Adidas começaram a disponibilizar a camisa do Flamengo para venda. Mas e nas lojas físicas? Como está essa exposição? Para responder esta pergunta e matar a curiosidade do torcedor rubro-negro, o LANCE!Net visitou a megaloja da Adidas em Paris, localizada na Champs-Élysées, considerada a avenida mais famosa do mundo, e viu o produto do Fla exibido de forma tímida.



A camisa do Flamengo é exposta separadamente dos outros quatro clubes, considerados os tops da marca: Real Madrid, Bayern de Munique, Chelsea e Milan, que além de possuírem um espaço especial para a venda dos seus produtos, disponibilizam uma grande variedade para os seus fãs, como peças infantis, femininas e até mesmo de inverno. O único item à venda do Fla é a camisa titular, que divide as atenções com um artigo do português Benfica.

Perguntados sobre o Flamengo integrar o "top 5" da empresa alemã, funcionários da loja parisiense disseram que desconheciam tal informação, além de desacreditarem numa possível reformulação na exposição dos produtos.


Em nota oficial ao L!Net, a Adidas informou que focou abastecer o mercado brasileiro no primeiro momento da parceria e pretende, principalmente após a Copa do Mundo de 2014, colocar em prática uma série de ações para fazer que o Flamengo ganhe um espaço de destaque nas lojas da Adidas espalhadas pelo mundo.


Fonte: L!Net

Read More »

Negociando com o Flamengo, Anderson Talisca pode ir para o São Paulo

0 comentários

Não é oficial. Nunca é. No futebol baiano, as informações de compra e venda de jogadores sempre “vaza”, sai primeiro na rede social, nos sites. Por isso, a informação ainda necessita de maiores informações. Mas a negociação do meia Anderson Talisca, campeão baiano e eleito o craque da competição, é destaque em todos os sites esportivos do Brasil. O Bahia estaria em negociações avançadas com o São Paulo.
Mas como diz a filosofia popular, “onde há fumaça tem fogo”, o torcedor do Bahia já pode ir dando adeus a um de seus principais jogadores e grande estrela desta campanha de 2014. De acordo com informações reveladas pelo site baiano Varela Notícias, Talisca já foi negociado com o São Paulo e deve assinar com o time paulista em breve. O Flamengo também estava na disputa, mas pesou o fato da fama do São Paulo de ser bom pagador.
A informação é de que 40% dos direitos econômicos do jogador pertencem ao empresário Carlos Leite. O restante está dividido entre as empresas Bahia Soccer (20%), o empresário Jessé (20%) e o Astro (20%), clube de Feira de Santana.  Ainda não se sabe ao certo quando Talisca viajaria para a nova casa. Comenta-se que a transferência pode acontecer de fato somente depois da Copa do Mundo, mas nada é ainda oficial. O bônus dos empresários pela negociação já teria sido, inclusive, feito, segundo o site.
Especulações à parte, é certo que o Bahia sai do primeiro trimestre de 2014, leia-se Campeonato Baiano e Copa do Nordeste, literalmente com o pires na não, consequência de um Estadual mal planejado e com péssimo retorno financeiro para os clubes. Sem dinheiro em caixa, agora com premiação a pagar, e contratações a fazer, e sem crédito no mercado financeiro, só resta ao Tricolor negociar um dos seus principais jogadores literalmente para “fazer dinheiro” e concretizar o planejamento do Departamento de Futebol.
Além da possível saída do meia Anderson Talisca, circulou também ontem nos “bastidores” da imprensa, que o técnico Marquinhos Santos também pode estar deixando o campeão baiano, com uma proposta do Qatar. O treinador viajou ontem com sua mulher para Coritiba, para resolver um problema pessoal, mas ficou no ar a dúvida se ele volta ou não ao CT do Fazendão para dirigir o Tricolor na disputa da Série A do campeonato Brasileiro.

Fonte: Tribuna da Bahia

Read More »

Ética: depende de quem.

0 comentários
roubado
Quando eu digo que a imprensa joga ao seu bel prazer, ou para faturar algum a mais usando o Flamengo, eu não estou errado.
No mesmo domingo da “polemica final, em Minas acontecia a decisão entre Cruzeiro e Atlético, onde foi tirado do Galo a oportunidade de ser campeão, pois o lance do pênalti não marcado ocorreu após a marcação de um impedimento que não ocorreu. Mas a imprensa do Brasil inteiro só fala da Final do Carioca 2014.
Pior: pegaram uma frase do Felipe, goleiro flamengo, e distorceram, criando uma polemica enorme sobre ética e caráter, onde o espirito do brasileiro foi encarnado nesta frase. A frase dita pelo Felipe foi: Estava impedido? Nem sabia. Assim é mais gostoso!. E então incorporaram um : Roubado é mais gostoso! Inverdade criada pela imprensa para vender polemica. E hipócrita. Muito hipócrita, com sempre foi.
A imprensa faz seus heróis e seus vilões, com eu disse ao seu bel prazer ou conveniência.
A foto deste post personifica isso tudo e não preciso nem mais escrever uma linha sobre este assunto. O que me assusta são uns “profissionais da imprensa em geral vomitando comentários completamente sem embasamento técnico, contando apenas com paixão clubística ou bairrista.
Os de São Paulo então são os mais revoltados e incorporando o mais vistoso espirito da moral e da ética esportiva, por puro, como eu disse, bairrismo.
Estou ficando enojado com tudo isso. O Flamengo não cometeu nenhum crime. Felipe não cometeu nenhum crime. Sinto saudades da época do Deputado Federal Romário, do Edmundo, do Túlio, do Paulo Nunes, entre outros, onde as frases ditas nos finais de semana após jogos e conquistas de títulos era estimulo para as estripulias dos torcedores e alimento para as zoações das segundas. Hoje qualquer frasezinha dita politicamente incorreta, é tratada como se fosse um crime hediondo.
Na boa: não tem boa.
Fonte: L!Net

Read More »

Elenco do Fla sofrerá mudanças para o Brasileiro

0 comentários

HOME - Jayme de Almeida (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)
Reformulação: esta é a palavra que promete nortear a diretoria do Flamengo nos próximos dias. Em parceria com a comissão técnica, a cúpula de futebol rubro-negra já começa a fazer mudanças no elenco. O grupo, que chegou a ser dividido no início da temporada em três equipes, começa a sofrer alguns cortes. Um exemplo disto é o zagueiro Welinton, que foi emprestado para o Coritiba.

Após a conquista do Campeonato Carioca, o Flamengo, por causa da precoce eliminação na Libertadores, disputará somente o Campeonato Brasileiro até o fim do primeiro semestre. Ciente de que não terá pela frente uma grande maratona de jogos até o fim da Copa do Mundo (quando o calendário do futebol brasileiro será paralisado), o técnico Jayme de Almeida admite que as conversas cobre a reformulação do elenco já estão acontecendo.

O treinador rubro-negro, que afirma que alguns jogadores devem, sim, deixar o grupo, crê também que o clube trará alguns reforços para o restante desta temporada.

– Temos de qualificar o elenco. Não há como negar, apesar de não estarmos folgados financeiramente. Depois do título do Carioca, ainda não consegui me reunir com a diretoria. Vamos ter uma reunião para começar a definir esta reformulação. Temos de agir com calma, não podemos errar nas contratações, tampouco nas dispensas – externou o técnico, em entrevista ao SporTV.

Atualmente, o elenco comandado por Jayme de Almeida, sem contar com Welinton, é composto por 35 jogadores. Em breve, serão 34, já que Carlos Eduardo também está com os dias contados na Gávea.

Resta saber, agora, se a cúpula de futebol conseguirá cortar os excessos do elenco, mas, ao mesmo tempo, trazer qualidade ao grupo que fracassou na Libertadores.

Fonte: L!Net

Read More »

Solidário, respeito a Hernane e voz da experiência: Alecgol e a busca do 100º

0 comentários
Na cabeça de Alecsandro, há uma série de números a serem alcançados, títulos ainda a vencer e promessas a cumprir. Nada que mude seu comportamento em campo na hora de demonstrar sua dedicação ao clube que defende. Com a camisa do Flamengo, o atacante inicia domingo, contra o Goiás, em Brasília, mais um Campeonato Brasileiro em sua carreira. Essa conquista ele ainda não tem em seu vasto currículo. Ao seu estilo, começa mais uma busca.

Aos 33 anos e com duas edições de Taça Libertadores em sua lista de títulos, Alecsandro tem como função principal os gols. Neste começo de ano, vem correspondendo. Ele é o artilheiro do Flamengo em 2014, com 12 gols. No Brasileiro, tem história, com 86 gols marcados desde 2003, quando foi implantado o sistema de pontos corridos. Sua busca pelo 100º nesse período virou promessa para o filho Yan, de sete anos.
Alecsandro Flamengo gol Cabofriense (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Mesmo assim, Alecsandro não coloca os gols em primeiro lugar em sua trajetória. Ele ainda se considera com tempo para cumprir essa promessa ao filho e demonstra maior preocupação com a busca por vitórias para a realização de uma boa campanha no Campeonato Brasileiro. Como exemplo, passou em branco nos dois jogos finais do Carioca, contra o Vasco, mas saiu satisfeito com a sua atuação no confronto e a conquista do título.

- Não sou um atacante que vive só de gols. Vivo também de ajudar os companheiros, o treinador, a equipe. Quero o nosso bem, não só o meu. Prefiro vencer por 3 a 2 sem fazer gol do que fazer dois e perder por 3 a 2. No primeiro jogo com o Vasco, saí da área para dar o passe para o Paulinho ajeitar a bola e chutar. Às vezes, acontece dessa forma - afirmou Alecsandro.
A conta para chegar aos 100 gols nos pontos corridos está perto de acontecer. São 86, faltando apenas 14 para cumprir a promessa feita a Yan. Alecsandro não tem pressa, mas ficaria feliz caso conseguisse alcançar o feito este ano. No currículo, possui temporadas acima dos 30 gols, credenciais para manter a confiança de que o desejo é possível. 
- Já fiz 35 ou 36 gols em 2005, quando joguei em Cruzeiro e Vitória. Fui artilheiro do Campeonato Baiano. No Internacional, também tive temporada com mais de 30 gols. Mas nunca estipulo metas. A gente já leva uma cobrança diária e estipular meta de tantos gols é mais uma cobrança desnecessária. Tem o exemplo do Barcos, que acabou fazendo 13 gols no ano e teve uma cobrança grande em cima dele. Na reta final, é uma outra situação. Falei antes das finais do Carioca, por exemplo, que com 12 gols seria artilheiro. E teria sido se fizesse. Mas o Brasileiro está começando agora. É cedo para falar - comentou Alecsandro, terceiro maior artilheiro dos pontos corridos atrás de Paulo Baier (102) e Borges (91) e ao lado de Fred, que também tem 86.

Nesse nível de cobrança, Alecsandro terá a concorrência de Hernane. O Brocador vem se recuperando de um problema nas costas e, no ano passado, também começou o Brasileiro na reserva, mas terminou a temporada como artilheiro do Brasil, com 36 gols. Nessa disputa, o atual dono da posição garante ter uma relação saudável com um dos xodós da torcida do Flamengo.

- É normal, de um companheiro de clube. É uma relação que tenho com quase todos os jogadores do Flamengo. Tenho uma proximidade maior com quem concentro (Chicão e Elano), Carlos Eduardo também. Outros como Felipe e Wallace, que jogaram comigo. Fora esses, minha atitude, respeito, o dia a dia com Hernane é da mesma maneira. Uma relação de amigo, companheiro, de troca de ajuda, favores e experiência - afirmou Alecsandro.
Na conquista de seu primeiro título com o Flamengo, o atacante viveu uma situação inusitada. Três anos atrás, ele defendia o Vasco na decisão da Taça Rio e viu o então rival sair de campo com a conquista do Campeonato Carioca por ter vencido os dois turnos. Agora, inverteu a situação e conseguiu sair campeão do gramado.

- Não tem muito o que comparar. Cada  clube tem o seu carinho, seu torcedor. Vivi bons momentos no Vasco, de título, de artilharia. Ganhei e perdi. Quando ganha, fico feliz, quando perde, fico triste. No Flamengo, é da mesma forma. Fiquei triste pela eliminação na Libertadores, mas alegre pelo título carioca. Derrota e vitória são iguais, independentemente do clube - disse o atacante.
Nessa decisão, Alecsandro deu exemplo de como sua experiência pode ser útil ao time. No segundo tempo, ele procurou incentivar o zagueiro Erazo, que havia cometido o pênalti em Pedro Ken. O equatoriano demonstrava um claro abatimento e se sentiu aliviado com a conquista do título nos minutos finais da decisão.

- Por ter alguns anos de carreira, a gente conhece o abatimento de um jogador. O dele era nítido e notório. Naquele momento, veio em direção à área em um escanteio. Olhei, ele estava cabisbaixo. Foi a minha maneira de incentivar. Pude dar uma força. Disse para ele: "Já foi. Tomamos o gol. Agora mentaliza o que você pode fazer e não o que já fez. É um escanteio para a gente. Você vai fazer o gol. Acredito em você". Ele me olhou desconfiado. Continuei: "Você está me entendendo. Vai lá fazer o gol". Ele é um baita jogador, de  seleção, vai estar na Copa. O intuito do grupo é esse. Quando erra, erra todo mundo. Quando um faz gol, todo mundo faz. É o espírito que quero levar - afirmou.

Alecsandro é profissional desde 2001, quando foi revelado pelo Vitória. Suas temporadas se tornaram mais consistentes a partir de sua ida para o Cruzeiro em 2005. Agora, espera colaborar, reconhecendo que consegue feitos que alguns anos atrás não imaginava. No entanto, não compara sua atual forma com a do passado.

- A experiência de vida traz uma melhora. Não digo que sou melhor que há cinco anos, mas ganhei experiência. Coisas que faço hoje, talvez não fizesse há 10 anos. Desde o Vitória, venho fazendo gols e tendo boas atuações. Fico feliz por estar há tanto tempo fazendo gols em um nível tão alto - disse o atacante.
Fonte: GE

Read More »

Alecsandro diz que entende tristeza de vascaínos, mas afirma: ‘Se tiver de chorar, que chore a mãe deles’

0 comentários


As danças a bordo do trem bala, as caretas na comemoração dos gols, tudo isso, se depender de Alecsandro, se tornará uma lembrança tão distante quanto a da última vez que o Vasco derrotou o Flamengo em finais. Campeão carioca em cima do ex-clube, o atacante superou o passado com a mesma facilidade com que faz gols. Cada vez mais encantado pelo clube rubro-negro, disse entender a tristeza e a revolta pelas bandas de São Januário, mas fez questão de ressaltar: que o choro fique do lado de lá.

- A derrota sempre dói. O clube trabalha sempre em prol do título e quando há essa perda, a dor acontece, os sentimentos afloram. Deixei muitos amigos no Vasco, sei da dor que sentem, mas no futebol é como na vida, você tem de primeiro gostar de si mesmo. Tive um treinador que dizia: “Se tiver de chorar, que chore a mãe deles”. Foi o que pensei no jogo. Se tiver de chorar, que chore a mãe deles. Graças a Deus minha mãe está muito feliz e vai continuar assim - vibrou.

Foram dois anos de Vasco. Pelo Cruz-Maltino, foi campeão da Copa do Brasil e vice-campeão brasileiro, com momentos de altos e baixos com a torcida. Em quatro meses de Flamengo, os gols no Campeonato Estadual, o título sobre o arquirrival e o carinho dos rubro-negros o ajudam a se sentir à vontade pelo time da Gávea, cada vez menos conectado ao passado vascaíno. Quando coloca na balança, já não consegue esconder por quem seu coração bate mais forte:

- Cada clube tem meu respeito. Quando passei pelo Vasco, fui campeão, recebi o carinho da torcida e pude dar carinho para o torcedor. Mas para mim, foi muito boa a vinda para o Flamengo. É de uma maneira que não consigo descrever, o carinho que estou recebendo. A chegada foi com um pouco de receio das pessoas, por eu ter passado pelo rival. Mas hoje sou abordado todos os dias. Hoje faço parte da história do clube, do hino do Flamengo. Eu me sinto assim: uma vez Flamengo, sempre Flamengo.
Alecsandro ao lado do filho Yan: bola do título nas mãos

Aos 33 anos e com dez clubes diferentes no currículo, Alecsandro espera deixar as andanças da bola para trás. O gosto pelo Rio é uma das razões. Ao ser contratado pelo Vasco em 2011, o centroavante, filho do ex-atacante Lela, se deixou levar pelos encantos da Cidade Maravilhosa. Fixou residência na Barra da Tijuca e, ao lado da esposa Vanessa e dos filhos Yan e Nicolas, decidiu que será com a vista para o mar que acordará todos os dias após se aposentar dos gramados.

O outro motivo de querer criar raízes num só lugar é o Flamengo. A decisão de defender o clube foi corajosa, ele garante, diante do passado pelo Vasco e da concorrência de Hernane, o Brocador, então grande xodó do clube:

- Eu fui corajoso. Não imaginava que começaria tão bem, mas tinha acreditava que era possível, porque sei do meu potencial. Quando me ligaram para falar do convite do Flamengo, minha primeira resposta, na minha cabeça, foi sim. Mas depois consultei as pessoas que me cercam e todos disseram para eu aceitar o convite. Meu pai me deu força, mesmo com o fato de eu ter jogado pelo Vasco, com a concorrência do Hernane.

Quatro meses depois, ele festeja a escolha e projeta um futuro cada vez mais rubro-negro.

- Não sei se consigo bater Leo Moura, que está há dez anos no clube, mas quero chegar perto disso. Quanto mais tempo eu ficar no Flamengo, melhor - afirmou.

Realizado na carreira, Alecgol, como também é conhecido, enaltece as próprias conquistas. Desde 2009, quando foi contratado pelo Internacional, o atacante levou seis taças para casa. Foi bicampeão da Libertadores, venceu a Copa do Brasil e levantou três estaduais.

- Costumo dizer que o difícil é se manter no topo. Nos últimos anos da minha carreira, sempre tive boas temporadas, seja com títulos, seja com gols, às vezes com títulos e artilharia. Tenho tido uma média boa neste período e é difícil se manter assim, há mais de cinco anos. Isso é fruto de muito trabalho. Quero continuar assim, agora pelo Flamengo - concluiu.

Fonte: Extra Globo

Read More »

Para quitar R$ 140 milhões em dívidas em 2014, Flamengo estabelece limite salarial para os reforços

0 comentários

Leo Moura, Amaral e Welinton deixam o Ninho do Urubu. A terça-feira marcou a despedida do zagueiro do Flamengo

Na reapresentação após o título carioca, a chuva e o frio deram o tom no Ninho do Urubu. A euforia já ficou para trás. O Rubro-negro se planeja para o Brasileiro diante de uma dura realidade: não há dinheiro para reforços.

A prioridade do orçamento deste ano é, de novo, pagar dívidas. Assim, enquanto o clube almeja chegar ao fim do ano tendo quitado R$ 140 milhões em débitos, o futebol terá de se reforçar pagando no máximo cerca de R$ 40 mil mensais aos novos contratados.

Por isso, profissionais do clube acompanharam os Estaduais e já analisam nomes que tenham potencial para evoluir vestindo a camisa do Flamengo. A estratégia deu certo nos dois últimos anos com a dupla Hernane e Paulinho, contratados após o Paulista de 2012 e 2013, respectivamente. Um reforço de nome, apenas se surgir uma grande oportunidade — o que não é provável.

Além do investimento em jogadores que não sejam caros, o clube irá enxugar o elenco. O objetivo é fazer com que o grupo passe de 37 jogadores para 28. Nesta terça, a diretoria acertou o empréstimo do zagueiro Welinton para o Coritiba. Após um bom início de temporada no Flamengo, o jogador ficará até o fim do ano no Coxa. Além dele, o meia Carlos Eduardo é outro que está de malas prontas para deixar o clube.

Em nome do dinheiro, alguns jogos fora do Rio são opção para reforçar o caixa. Depois do jogo contra o Goiás, domingo, em Brasília, o time pode enfrentar o Figueirense, no dia 29 de maio, em Uberlândia-MG.

Fonte: Extra Globo

Read More »

Flamengo receberá faixas de campeão carioca na estreia no Brasileiro, contra o Goiás

0 comentários
Felipe beija a taça do Campeonato Carioca-2014
Felipe beija a taça do Campeonato Carioca-2014
O Flamengo já tem data para receber as faixas de campeão carioca de 2014, após o empate em 1 a 1 com o Vasco no Maracanã: domingo, dia 20 de abril, na estreia no Campeonato Brasileiro contra o Goiás. O palco será o estádadio Mane Garrincha, em Brasilia
Após empatar em 1 a 1 o jogo de ida, o Flamengo levantou seu 33º título carioca com uma nova igualdade no Maracanã. O Rubro-Negro saiu atrás no placar, mas garantiu a conquista com um gol irregular de Márcio Araújo, já aos 45 minutos do segundo tempo.
Reapresentação em academia
Após ganhar a segunda-feira de folga, o elenco rubro-negro se reapresentou nesta terça com um treino regenerativo na academia do CT Ninho do Urubu, enquanto uma chuva que vem castigando o Rio de Janeiro desde o final de semana seguia caindo sobre o campo. Fonte: Espn                                                                                                

Read More »

TCE aponta Maracanã superfaturado em R$ 67,3 mi e problemas na reforma

0 comentários
De acordo com o relatório de auditoria do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), o Maracanã foi superfaturado. O documento aponta uma série de itens sem justificativa técnica ou suprimidos e substituídos com valor superior em um "jogo de planilha", somando R$ 67,3 milhões. O texto pede o cancelamento do pagamento desses valores às construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez. A reforma do estádio, orçada em R$ 705 milhões, tem custo final estimado em R$ 1,2 bilhão. O GloboEsporte.com teve acesso ao relatório que ainda está sob análise dos conselheiros do TCE-RJ, de acordo com a coluna "Radar", da Revista Veja, que divulgou o superfaturamento no último dia 12.

O documento ordena a notificação de diretores de órgãos públicos envolvidos na fiscalização e execução da reforma, como a Secretaria de Estado de Obras (Seobras), e a Emop (Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro), enumerando questões que vão de controle deficiente a emissão de ordem de serviço sem aparo do projeto executivo. Hudson Braga, Secretário de Obras do Estado do Rio de Janeiro, é notificado para que seja feita, além de correções e possíveis reposições de corrimãos tubulares, uma adequação em função da instalação de grades não previstas no projeto inicial e correção de assentos instalados sem controle e "resistência mínima" para uso.
Grades e assentos

As divisórias para torcidas instaladas após a Copa das Confederações provocam pontos de visão obstruída na arquibancada, o que não é permitido pelo caderno de encargos da Fifa, ao qual o Maracanã supostamente deveria se adequar com a reforma bilionária. As orientações do TCE-RJ para Braga em relação às grades são melhoria do ângulo de visão para os espectadores em áreas contíguas às grades; eliminação de áreas não utilizáveis contíguas às grades; eliminação da "interface com os guarda-corpos de vidro que acarretam condição insegura aos usuários"; solução para a perda de função dos corrimãos devido à proximidade da grade; remoção dos parafusos remanescentes da retirada de assentos para instalação das grades, representando risco aos usuários. 

Os demais itens das notificações ao secretário incluem ainda, além da retenção de pagamento, reparar muretas com rachaduras em frente ao acesso ao setor VIP do estádio; revisar as distâncias laterais entre assentos e corrigir o posicionamento dos que estão fora do padrão "demonstrando não ter havido controle na instalação das peças"; e revisar o sistema de fixação dos assentos "cuja instalação foi executada em desacordo com o projeto, conforme relatado no Relatório de Auditoria anterior (...) que evidencia não apresentar resistência mínima compatível com o uso".

Jogo de planilha
É ressaltado que novamente se verificam deficiências já constatadas em duas auditorias anteriores: "os projetos executivos continuam a ser desenvolvidos com expressas modificações na medida em que os serviços são realizados. Constatam-se diversas incompatibilidades entre os serviços em execução e os projetos disponibilizados, além disso, os projetos, frequentemente, apresentam-se desatualizados ou incompletos, impossibilitando a avaliação da obra como materialização do que fora projetado".

Trecho extraído da folha 763 do relatório de auditoria fala em artimanhas para promover alterações no projeto: "supressão de vários itens, sob a justificativa de não ter sido necessária a utilização daqueles serviços existentes na planilha orçamentária, bem como o ressurgimento de itens de serviço anteriormente suprimidos, com valores superiores àqueles licitados, evidenciando o moderno jogo de planilha". Na folha seguinte, são enumerados argumentos qualificados como "evasivos" para tais alterações, como "recorrentes e recentes determinações da Fifa" e "sobreposição de atividades devido à nova dinâmica da obra".

Inspeções e serviços inacabados


Ao discorrer sobre a situação física da obra, o texto cita inspeções "in loco" nos dias 9, 12, 16, 18 e 23 de julho de 2013. Mesmo depois da Copa das Confederações, a conclusão das inspeções foi de que, apesar do prazo de conclusão da obra ter sido para 25 de março de 2013, portanto antes da competição, constatou-se que "serviços ainda estavam em execução, diversos deles apresentavam defeitos e outros inacabados". Mais à frente, o texto ainda afirma que os serviços pendentes ou inacabados "permaneciam sem qualquer ação corretiva, constituindo risco à segurança dos usuários". No caderno de encargos da Fifa para a construção de estádios, a segurança dos usuários é frisada como prioridade máxima sob todos os aspectos.
Pagamentos indevidos

O item seguinte do relatório trata dos "pagamentos indevidos": "somente nesta auditoria foi medido e pago indevidamente um valor inicialmente apurado e sem correção de R$ 67.312.986,89". Segue então uma lista dos valores apurados:

- Limpeza por hidrojateamento 10.000 psi.: R$ 2.160.894,97
- Hidrojateamento abrasivo: R$ 8.178.066,79
- Limpeza por hidrojateamento 6.000 psi.: R$ 1.463.836,20
- Saturação SSS: R$ 8.953.713,63
- Revestimento com argamassa polimérica 5mm: R$ 9.542.776,03
- "Reforço" c/PRFC das arquibancadas Norte e Sul: R$ 20.370.748,55
- "Reforço" c/PRFC das plataformas 2, 4 e 6 das rampas 1 e 4: R$ 7.310.980,95
- Estruturas metálicas das arquibancadas: R$ 513.783,75
- Revestimentos de alto desempenho (RAD): R$ 8.818.186,02


O relatório de auditoria fala em "encerramento do contrato 101/2010" - acordo para projeto e execução da reforma do estádio - e avisa que será sugerido ao Secretário de Fazenda a retenção de créditos das empresas constituintes do Consórcio Maracanã Rio 2014. 

Materiais incompatíveis


Outro trecho do documento aborda ainda a "utilização de materiais incompatíveis". Cita que um determinado tipo de piso foi detalhado para áreas de circulação, de serviço, técnicas e sanitários, a um custo unitário de R$ 38,28, que depois foi suprimido. "O Projeto Executivo definiu novos itens de serviço para essas áreas substituindo o sistema de pisos monolíticos minerais por piso monolítico polimérico", constando duas propostas comerciais: Na primeira, o custo seria de R$ 115,60 por metro quadrado e, na outra proposta, o valor seria de R$ 231,24. O documento diz que foi adotada a segunda alternativa com argumento "não aplicável tecnicamente".


Fonte:Globo Esporte.Com

Read More »

Protesto do Vasco não abala jogadores do Flamengo .

0 comentários

Para André Santos, erro de arbitragem não tira o mérito do Flamengo no Carioca Foto: Márcio Alves / Agência O Globo
Para André Santos, erro de arbitragem não tira o mérito do Flamengo no Carioca Márcio Alves / Agência O Globo
RIO - O pedido de anulação da partida final do Carioca pelo Vasco não ganhou repercussão no Flamengo. Depois de a diretoria não se pronunciar sobre o caso, os jogadores não deram importância ao fato. O título é inquestionável dentro do clube.
tionável dentro do clube.- Qualquer equipe quando perde daquele jeito, já confiantes de que seriam campeões e tomam aquele banho de água fria, é normal questionar. Mas acho que depois que o árbitro dá a taça, está resolvido - disse o lateral-esquerdo André Santos.
O lateral não acredita que o gol em impedimento e a ida do Vasco à Justiça desmereçam o título do Flamengo.
- Erros acontecem. O juiz errou muito ao longo do jogo, em várias faltas. O bandeirinha errou naquele lance. Dizer que não foi merecido é até engraçado. Lideramos praticamente de ponta a ponta - lembrou.
De volta ao Ninho do Urubu, o lateral e os companheiros fizeram apenas trabalho físico na academia da concentração na tarde desta terça-feira. Na manhã de quarta, eles iniciam a preparação para o Brasileiro. O Flamengo estreia contra o Goiás, domingo, no Mané Garrincha.
O clube levou o jogo para Brasília atrás de maior arrecadação na renda. Como atrativo, as faixas de campeão carioca serão entregues no estádio. Lá, também estará o troféu do estadual. Fonte:Jornal O Globo                           

Read More »

Em Nota, Flamengo agradece Conselheiros por mudança no Estatuto

0 comentários


O Clube de Regatas do Flamengo agradece aos Conselheiros que mostraram saber da importância de adequar o estatuto à Lei Pelé para garantir a sobrevivência dos esportes olímpicos. Com parte da verba acumulada de cerca de R$ 130 milhões, além também de parte dos cerca de R$ 40 milhões anuais a partir de 2015, os atletas terão melhor estrutura para suas vitórias e o departamento caminhará para a autossustentabilidade.

Os esportes olímpicos do Flamengo são parte essencial do clube, que já enviou quase 200 atletas e profissionais, de 15 modalidades diferentes, às 20 edições dos Jogos Olímpicos da era moderna. Mais do que campeões, nosso Flamengo formou cidadãos, moldados por profissionais que cuidaram não só das partes física e técnica como do caráter de milhares de jovens que treinam ou já treinaram na Gávea.

Ao longo das décadas, o Flamengo foi o único clube de futebol que manteve, mesmo com dificuldades financeiras, o suporte aos esportes olímpicos, o que é motivo de grande orgulho para todos os rubro-negros. Na noite da última segunda-feira (14.04), nem uma tempestade impediu o Conselho Deliberativo de comparecer à Gávea e votar SIM pelo futuro dos atletas que pediam pela adaptação do Estatuto à Lei Pelé.

Juntos, recolocaremos o Flamengo entre os maiores do mundo. A Nação agradece.

CONSELHO DIRETOR DO CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO

Fonte: Site Oficial do Flamengo

Read More »

Filha de Adriano Imperador aparece vestida em homenagem ao flamengo

0 comentários
Lara, a filha do jogador Adriano é flamenguista. Pelo menos é isso que mãe da menina, Renata Fontes, ex-namorada do Imperador, tem incentivado. A prova é uma foto da pequena compartilhada no instagram nesta terça-feira, 15, em que ela aparece vestida de vermelho e preto com direito a escudo do rubro-negro, ex-clube do papai. "Me desculpem os "não flamenguitas", mas eu já nasci feliiiiz!", disse Renata na legenda da publicação.


Fonte:EGO

Read More »

CBF já articula derrubada de liminar a favor do Icasa para esta quarta-feira

0 comentários
A CBF já fez a articulação necessária para derrubar a liminar que coloca o Icasa na Série A-2014. A entidade agiu rápido diante da necessidade de não ter interferência na competição a tão pouco tempo do início - começa no próximo sábado - e deve ter sucesso no recurso nesta quarta-feira.
A expectativa da entidade é ter a vitória durante a manhã, antes da Assembleia Geral Eleitoral, que vai garantir a Marco Polo del Nero o mandato de 2015 a 2019, para que o Icasa não exija ser eleitor.
O agravo de instrumento da CBF está pronto e a virada no caso já está articulada com um desembargador. A juíza da 4ª Vara Cível vai receber a argumentação da entidade e tirar a liminar do clube cearense para jogar a Série A.
A CBF vai usar como defesa o fato de não ter condições de cumprir a decisão judicial desta terça a tempo, pois o campeonato começa no sábado. Além disso, o departamento jurídico cita a decisão do STJ no "Caso Lusa" de concentrar a competência sobre casos de tentativas de acesso à Série A na 2ª Vara Cível do Rio.
Para evitar que a CBF conseguisse virar o jogo, o advogado que representa o Icasa, Carlos Eduardo Guerra, chegou a fazer "patrulha" em frente ao local onde funciona o plantão judiciário nesta terça-feira à noite, mas acabou levando um drible da CBF, que resolveu tudo por telefone.
Em contato com o LANCE!Net, Guerra reforça o direito do time cearense no caso, que envolve a escalação irregular do volante Luan, do Figueirense, na Série B-2013.
- A CBF já confessou o eerro. O jogador atuou irregularmente contra o América-MG - disse ele.
A CBF foi notificada da liminar a favor do Icasa na tarde desta terça. A oficial de justiça tomou um "chá de cadeira" e esperou por mais de uma hora para entregar a notificação. O L!Net apurou que ela chegou a se exaltar no prédio da CBF.

Fonte:LanceNET

Read More »

Primeiro a deixar o Fla depois do Carioca, Welinton acerta com o Coxa

0 comentários
Welinton comemora, Volta Redonda x Flamengo (Foto: Ernesto Carriço/Agência Estado)

Depois de disputar apenas três jogos em 2014 e marcar dois gols, zagueiro será emprestado por um ano e viaja na quarta-feira para assinar com o novo clube                                   O Flamengo acertou o empréstimo até o fim do ano do zagueiro Welinton ao Coritiba. O jogador chegou a fazer dois gols na campanha da conquista do Campeonato Carioca e atuou como lateral-direito na vitória por 2 a 1 sobre o Emelec, em Guayaquil, pela Taça Libertadores. No entanto, a perseguição da torcida e o número de jogadores para a posição levou a sua saída do clube.

Welinton, de 25 anos, tem contrato com o Flamengo até 9 de março de 2016. Para a sua posição, o técnico Jayme de Almeida conta com Wallace, Samir, Chicão, Erazo, Frauches e Fernando. Muitas vezes, ele sequer foi relacionado para o banco de reservas. O jogador já havia sido emprestado uma vez, para o Alania Vladikavkaz, da Rússia, no começo do ano passa    No atual elenco, Welinton é um dos jogadores com maior número de jogos pelo clube. Ele atuou 152 vezes e marcou cinco gols. No currículo, as conquistas do Campeonato Brasileiro de 2009, da Copa do Brasil do ano passado e dos Cariocas de 2009, 2011 e 2014.

Nesta terça-feira, Welinton sequer participará do treinamento. Na quarta-feira, ele viaja para Curitiba, onde fará os exames médicos e será apresentado como mais um reforço do clube para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Além do zagueiro, outros nomes estão de saída do clube. O principal deles é Carlos Eduardo. Seu empréstimo termina no 30 de junho deste ano, mas o jogador, que pertence ao Rubin Kazan, não faz mais parte dos planos para a sequência da temporada.
Carlos Eduardo ficou fora do banco de reservas em momentos decisivos do time na temporada, como na final do Campeonato Carioca, domingo, contra o Vasco. Ele não joga desde a derrota por 1 a 0 para o Bolívar, no dia 19 de março, em  La Paz. No total, foram 49 jogos e um gol marcado. Fonte Globo Esporte


Read More »

"Acho difícil o Vasco anular a decisão carioca", diz procurador do TJD/RJ

0 comentários
Após perder o título do Campeonato Carioca com um gol irregular, marcado pelo volante flamenguista Márcio Araújo nos acréscimos do segundo tempo, o Vasco manifestou a intenção de anular a partida decisiva, disputada no último domingo, no estádio do Maracanã. Porém, para o procurador do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), André Valentim, a investida não terá sucesso.

“Acho difícil que o Vasco consiga a anulação da partida. Eles já tentaram isso no final do ano passado (na derrota por 5 a 1 contra o Atlético-PR, válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A) e não deu em nada. Para conseguir isto, é necessária a comprovação do erro de direito (desconhecimento da regra), a não ser que o bandeirinha vá ao julgamento e diga que viu o lance e não quis marcar. Fora isso, é um erro de fato, que não tem dolo”, expressou, em entrevista ao SporTV.
Adiante, o procurador analisou a marcação na súmula da partida, onde o árbitro Marcelo de Lima Henrique anotou o gol para Nixon (em posição regular no lance), e não para Márcio Araújo: “Não sabemos quando ele preencheu a súmula, tampouco onde. É difícil saber se no vestiário tinha televisão ou acesso às tecnologias. Assim, ele escreveu pensando que o Nixon marcou. Eu estava no estádio e pensei a mesma coisa. Não acho que trocar o nome de um atleta é um erro de direito. Se vocês lembram, em 1995, o gol (do título do Fluminense) foi dado para o Aílton, e o autor do gol foi o Renato Gaúcho”, discorreu, recordando o Campeonato Carioca de 1995.
O procurador ainda discorreu sobre o processo de análise do pedido vascaíno, que terá início quando o clube da colina entrar na justiça, fato previsto para esta quarta-feira: “Assim que o advogado do Vasco (Marcello Macedo) der entrada no tribunal, o presidente vai analisar se está tudo dentro dos pressupostos que existem nesse artigo (84 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva). Aí ele vai dar um despacho, expondo se recebe ou não a impugnação. Recebendo, ele sorteia um auditor, que vai apreciar a matéria”, sintetizou atentamente.
Por fim, Valentim voltou a adotar o tom pessimista quanto à entrada vascaína na Justiça: “Estou há 16 anos no TJD/RJ e nunca vi uma partida ser anulada assim. A única vez que presenciei uma anulação foi em 2005, quando o Luiz Zveiter não levou em consideração 11 jogos do Brasileiro. Porém, naquele caso, houve um inquérito, pois o próprio árbitro admitiu o que fez. Ficou comprovado um erro de direito”, pontuou, lembrando o episódio conhecido como “Máfia do Apito”, que teve como personagem principal o juiz Edílson Pereira de Carvalho.

Fonte:Gazeta Esportiva

Read More »

"Mané Garrincha não é elefante branco, é rubro-negro", diz Presidente

0 comentários
O Flamengo escolheu a capital do país para tentar dar uma arrancada rumo a um título perdido nas últimas quatro edições da Série A. No quesito média de público, o clube da Gávea não é o mais querido do Brasileirão desde 2009, quando conquistou o Nacional pela última vez. De lá para cá, o Corinthians foi campeão de bilheteria por três anos consecutivos — de 2010 a 2012. Na temporada passada, o Cruzeiro desbancou a Fiel e terminou em primeiro no ranking. Com ingressos à venda desde ontem em um site específico apenas para sócio-torcedores, e a partir de amanhã em pontos de venda fixos no DF, o rubro-negro espera encher o Estádio Nacional Mané Garrincha contra o Goiás, no domingo, às 18h30, para largar na frente na classificação e nos rankings de público e arrecadação.

Na abertura da Série A de 2013, a torcida do Flamengo encheu a arena candanga, mas o público de 63.501 entrou na contabilidade do Santos. O Peixe era o mandante no empate por 0 x 0. Na contramão da CBF, o clube carioca tem um raking próprio no qual também leva em conta o público como visitante. No levantamento particular, o Flamengo terminou em primeiro. “O levantamento correto é o nosso. A prova disso é o jogo contra o Santos, aí em Brasília. Vocês (imprensa) viram. Tinha muito mais torcedor do Flamengo do que do Santos”, reclamou à época o vice de Marketing, Fred Luz.

No domingo, o atual campeão carioca se exibirá como mandante no remodelado Mané Garrincha pela sétima vez. No total, o clube arrastou 198.510 pagantes à arena nas partidas contra Coritiba, Atlético-MG, Portuguesa, São Paulo, Grêmio e Vasco. A média rubro-negra no DF é de 33.085 torcedores. Apesar dos altos preços na segunda casa em 2013, o Flamengo teve uma arrecadação bruta de R$ 11.106.580.

Além do público e da arrecadação, a diretoria espera atrair mais sócios. No último ranking divulgado ao Correio pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello, o número de adesões no DF perdia para São Paulo. “Brasília está em terceiro lugar. São mais de 4 mil. O segundo é São Paulo, pela última informação que eu tive. É até uma luta desigual porque São Paulo é muito maior do que o DF. Isso em termos absolutos. Em termos relativos, pode até ser que o DF seja primeiro”, disse o mandatário rubro-negro. Para ampliar o cartel, o preço do bilhete aos sócios do Flamengo pode custar no mínimo R$ 25 (ler serviço). Animado com a segunda casa rubro-negra, o presidente Eduardo Bandeira de Mello brinca: “O Mané Garrincha não é um elefante branco nem dourado, ele é rubro-negro (risos).”

Fonte: Super Esportes

Read More »

Tv On-Line