Mesmo lesionado, Guerrero se juntará à seleção peruana para amistosos

Guerrero sai mancando do Maracanã (Foto: Ivan Raupp)
Mesmo com lesão ligamentar no tornozelo direito, Paolo Guerrero terá de viajar para os Estados Unidos, onde o Peru enfrentará a seleção local e a Colômbia em amistosos marcados para os dias 4 e 8 de setembro, respectivamente. O diretor executivo Rodrigo Caetano revelou que, após reunião entre médico da seleção peruana e os rubro-negros José Luiz Runco e Márcio Tannure, todos concordaram que o atacante não tem condições de atuar, mas contratos publicitários acabaram pesando na decisão da federação do país andino.
- Em contato conosco, o doutor Runco e o Tannure, que receberam o médico da seleção peruana no Rio, informaram que, apesar de o médico da seleção peruana ser contrário a ele atuar, a federação peruana entende que ele deva se apresentar. Com isso, nesta segunda-feira, está viajando, principalmente porque existem contratos publicitários para esses amistosos - afirmou Caetano, momentos após a vitória por 1 a 0 sobre o Sport, na Arena Pernambuco.
Caetano lamentou o ocorrido e disse que certamente a viagem atrapalhará a recuperação de Guerrero do problema no tornozelo, sofrido no empate por 1 a 1 com o Vasco, na quarta passada.
- Quem sai no prejuízo é o clube que paga o salário, porque com isso ele não vai fazer o tratamento adequado nesses dias por atender uma convocação em data Fifa. Não vai atuar, porque não tem condições. Vamos aguardar o retorno dele. 
Para o jogo desta quarta-feira, contra o Avaí, às 21h, na Arena das Dunas, além de Guerrero, o Flamengo não terá os laterais Pará (suspenso) e Jorge (convocado para a seleção brasileira olímpica) e Ederson, que, a exemplo do peruano, lesionou-se contra o Vasco.
Fonte: GE

Ler mais »

Oswaldo valoriza vitória e diz que Fla soube jogar "contra 10 e contra 11"

Oswaldo de Oliveira conquistou a segunda vitória no Brasileiro pelo Fla (Foto: Fred Gomes)A vitória contra o Sport na Arena Pernambuco eleva a autoestima do Flamengo após a eliminação para o Vasco na Copa do Brasil no meio da semana. O gol de Everton, aos quatro minutos da primeira etapa, garantiu a quinta vitória do time fora de casa, uma a mais do que em jogos como mandante. E levou o time à 9ª posição, a melhor colocação do Fla na tabela neste Campeonato Brasileiro de 2015. 
O resultado positivo foi o segundo sob comando de Oswaldo de Oliveira - na semana passad,a no Maracanã, o time venceu por 2 a 1, de virada, o São Paulo, no Maracanã. O treinador elogiou a atuação rubro-negra e disse que o time controlou bem o Sport ainda antes da expulsão de Samuel Xavier, no meio do primeiro tempo.

Confira em instantes a coletiva de imprensa completa do técnico do Flamengo.
- Flamengo fez o gol com o Sport completo, depois é claro que com o confronto de duas grandes equipes um jogador a menos acaba pesando bastante. Acho que isso refletiu no andamento do jogo, mas acho que não tira o mérito da vitória do Flamengo. O Flamengo soube jogar contra 11 e também contra 10 - disse o treinador do Flamengo.
Resultado
Vitória é boa em qualquer momento. É preponderante para nossa campanha, evidentemente. Primeiro porque dá confiança, que é a coisa mais importante que estamos precisando. Sport não perdia jogo aqui há muito tempo. Para nós é um grande mérito e um elemento de motivação e confiança.
Posicionamento da equipe
Queríamos fazer as duas coisas, atrair o adversário para que eles nos dessem espaço. Isso aconteceu com menos frequência do que pretendia, mas acabou dando certo. Se não fizemos o segundo gol, o Sport não fez nenhuma finalização no segundo tempo. Pode ser que daqui a 10 jogos, com o Flamengo confiante, talvez a gente ouse mais. Mas para o momento isso que é importante.
Projeção
Tendência é evoluir. Não temos tido tempo para treinar, mas para informar e mostrar o que a gente quer. Acho que gradativamente nossa equipe tem crescido nesse aspecto. Principalmente em neutralizar o adversário. Nos últimos três jogos foram raras as chances dos rivais contra o nosso goleiro.
Kayke
Momento dele era muito difícil. Nossa expectativa com Kayke era colocá-lo aos poucos, mais entrando nos jogos, mas essa saída súbita do Guerrero nos obrigou a lançá-lo. Ele sentiu a partida, mas é um jogador que a gente reconhece no treinamento muitas qualidades. Tendo hoje como ponto de partida, acho que ele tem muito a crescer.
Desfalques
Vai acontecer com muitas equipes. Perderão jogadores para seleções. É situação que não é adequada, mas temos que nos adaptar. Tenho tentado preparar os jogadores para que possam encarar a sequência da competição.
Saída de Everton
Everton pediu para sair pela segunda vez, porque é um cara que se aplica demais e acaba sentindo aos finais dos jogos essa maratona. Temos que saber equacionar isso. O principal é que todas as equipes passarão por isso.
Fonte: GE

Ler mais »

Fla vence e encerra invencibilidade de 30 jogos do Sport em casa: 1 a 0

Com um a mais por quase 70 minutos, o Flamengo conseguiu sua quinta vitória fora de casa, ao vencer o Sport por 1 a 0 na Arena Pernambuco. O gol, marcado por Everton, logo aos quatro minutos de jogo, leva o time carioca à sua melhor posição no Brasileiro - 9° lugar - e deixa os pernambucanos estacionados na 7ª colocação na tabela. O resultado ainda representa a quebra de invencibilidade de 30 jogos do Sport como mandante - no Brasileiro deste ano o time pernambucano ainda não tinha perdido em casa.

A pressão inicial do Sport não durou muito. Maikon Leite arriscou de fora da área sem perigo, mas o Flamengo foi mais eficiente. Em boa jogada, rodando a bola da esquerda para a direita, Canteros lançou para o lateral Pará. O jogador, em posição legal, cruzou para Everton - livre de marcação, em falha de Durval - marcar o gol logo aos quatro minutos para o Flamengo.

Aos 23 minutos, Samuel Xavier disputou a bola com Alan Patrick e deixou a perna na coxa do rubro-negro. O árbitro Bráulio da Silva Machado não hesitou e deu cartão vermelho direto para o lateral-direito do Sport - os jogadores pernambucanos reclamaram falta de César Martins em lance anterior, em disputa pelo alto com Hernane.

Nervoso, o Sport acabou sendo envolvido pelo Flamengo em mais um lance muito perigoso dos cariocas. Sheik fez boa jogada, tabelou com Alan Patrick e chutou no canto. O goleiro Danilo Fernandes defendeu e na sobra Kayke não completou - o lateral Renê salvou o Sport.

O panorama no segundo tempo não mudou muito. O Sport, mesmo em desvantagem numérica, tentava avançar, mas a melhor chance foi do time carioca. Everton cruzou bola perfeita para Kayke, que perdeu outra chance no primeiro jogo como titular pelo Flamengo. O técnico Eduardo Baptista colocou André e Élber nos lugares de Diego Souza e Hernane. As melhores jogadas, porém, eram do Flamengo. Alan Patrick perdeu duas chances e Paulinho também desperdiçou mais uma no fim da partida. 

Fonte: GE

Ler mais »

Flamengo demonstra preocupação com Hernane Brocador em possível reencontro

Hernane se despediu em 2014

Autor de 45 gols com a camisa do Flamengo, Hernane Brocador é a ameaça mais temida pela defesa rubro-negra hoje, contra o Sport. O centroavante, ídolo da torcida carioca, voltou ao Brasil depois de passagem frustrante pelo futebol árabe, que deu calote no Flamengo ao contratá-lo em 2014. A diretoria ainda aguarda para receber R$ 7 milhões com juros pela transferência. Hoje, Hernane não vai dar desconto para o Flamengo.

O zagueiro César Martins provou do faro de gol do artilheiro em 2013. Atuando pela Ponte Preta, o defensor enfrentou Hernane em sua melhor fase, e cobra atenção com o atacante.

— É perigoso, fazedor de gol, o pessoal tem comentado. Não pode dar chance. Tem que estar em cima o máximo e sempre pressionar — pediu o defensor.

Para Alan Patrick, a motivação de Hernane deve ser ainda maior por poder reencontrar a torcida do Flamengo.
— É um jogador que tem qualidade, bom posicionamento. É perigoso, sabe fazer gol, teve sucesso no Flamengo e hoje defende outra camisa. Tem que ter atenção. Ele vai vir muito motivado por enfrentar pela primeira vez o ex-clube — alertou o meia
.
Mas Hernane não é o único. Diego Souza também terá atenção especial. Não só pelas jogadas, mas pelo comportamento. No jogo do primeiro turno, o meia, que já defendeu o Flamengo, reclamou da falta de fair play, e mancou recado: “Eles vão jogar lá!”.

— Ele estava de cabeça quente, acredito que vai entrar para o jogo normalmente. Estamos indo focados, sabendo da dificuldade. O Sport é forte jogando em casa, mas estamos preparados para conquistar três pontos 

— projetou Alan Patrick.

Diego Souza revelou estar mais calmo e não acirrou a rivalidade para a partida.
— Isso é do jogo.

Fonte: Extra Globo

Ler mais »

Xerifes do Flamengo criticam vacilos na bola aérea: ‘Cada um tem que ter o seu e ir até a morte’, ensina Ronaldo Angelim

Um raio pode até não atingir duas vezes o mesmo lugar, mas a bola dos adversários do Flamengo cai repetidamente dentro do gol, leve, solta, sem nenhuma resistência à lei da gravidade. Afinal, em 33 gols sofridos pelo time na Copa do Brasil e no Brasileiro, 14 foram em jogadas de bolas aéreas. O que faz crescer a preocupação hoje, no confronto com o Sport, às 16h, na Arena Pernambuco.

Na competição que resta em 2015, o Flamengo ostenta sua pior média de gols sofridos desde 2003, com 1,45 gol por jogo, contra 1,58 de doze anos atrás. Ronaldo Angelim, zagueiro hexacampeão, se mostra preocupado.
— Tem que escolher uma dupla e trabalhar ela. Dar ritmo. Para errarem o menos possível. Se trocar toda hora o jogador fica inseguro — opinou o “Magro de Aço", que julga como a zaga ideal Samir e Wallace.

Contra o Vasco, pela Copa do Brasil, o drama se repetiu novamente. Rafael Silva fez, de cabeça, o gol da classificação vascaína e da eliminação rubro-negra. Na avaliação do comentarista Ricardo Rocha, ex-zagueiro que encerrou a carreira em 1999, no Rubro-negro, o erro de posicionamento explica a tempestade de gols pelo alto.

— Havia três ou quatro jogadores do Flamengo lá atrás, mas ninguém com o Rafael Silva. Foi falha de posicionamento — ressaltou.

Angelim foi curto e groso:

— Em bola parada contra, ganhando de 1 a 0, aos 37 minutos do segundo tempo, não pode ter jogador livre, Tem que entrar os dez para defender. Levar gol de cabeça de jogador baixo, ganhando o jogo? É falta de concentração — criticou.

Par de Júnior Baiano no pentacampeonato brasileiro, em 1992, Wilson Gottardo lembra que os zagueiros precisam comandar as ações defensivas no momento do ataque.

— Eles são os guardiões da área. No último jogo, deram responsabilidade para jogadores que não têm característica de jogada aérea defensiva — observou, destacando que apenas treino não basta:

— Não é só treinamento, é leitura de jogo, tem que orientar laterais, volantes, atacantes. E quem ouve tem que reconhecer comando de voz — explicou o hoje técnico.

Autor do gol do hexa sobre o Grêmio, com 1,78m, Angelim diz que, pela baixa estatura do time, é preciso marcar individualmente.

—Tem dois zagueiros e o Guerrero mais altos. Cada um tem que ter o seu. Tomou o gol já sabe quem é o culpado. Na nossa época era assim. Ía até a morte com o seu.


Fonte: Extra Globo

Ler mais »

À la Brocador, Kayke chega de fininho em buca de espaço no Flamengo

Kayke Flamengo (Foto: Wager Meier)

Formado nas categorias de base do Flamengo, o atacante Kayke retornou à Gávea com a missão de ser a sombra de Paolo Guerrero. Neste período, teve apenas uma pequena chance de mostrar serviço. Mas, na partida contra o Sport, neste domingo, às 16h, com transmissão do LANCE!, o jogador deve ter a oportunidade de iniciar pela primeira vez uma partida sob o comando do técnico Oswaldo de Oliveira, na vaga deixada pelo peruano, que será desfalque por alguns dias, em razão de uma lesão ligamentar no tornozelo direito.

Caminho este que Hernane Brocador, hoje defendendo o Rubro-Negro Pernambucano, soube trilhar com bastante personalidade por aproximadamente dois anos que permaneceu na Gávea. Tido como uma aposta pela diretoria e bastante desacreditado, chegou para compor o elenco e ser a sombra de Vagner Love. Porém, o tempo passou, conquistou espaço no time e se tornou artilheiro do Brasil, em 2013, deixando nomes como Alecsandro e Marcelo Moreno no banco de reservas.

Kayke, por sua vez, não deixa as semelhanças de lado com o adversário desta tarde, já que, nesta temporada, integra a lista dos cinco maiores goleadores do Brasil, com 20 gols marcados pelo ABC-RN, três a menos do que o líder Ricardo Oliveira. Além disso, deixou para trás concorrentes diretos do ataque do Flamengo, como Paulinho e Marcelo Cirino, que já vinham tendo oportunidades com o atual treinador. A dupla figurou entre os reservas no treino de ontem, último de Oswaldo de Oliveira antes do confronto contra o Sport, na Arena Pernambuco.

Conhecedor da causa, Brocador espera se sair melhor do que o rival atacante do Flamengo no jogo de hoje, válido pela 21 rodada do Campeonato Brasileiro.

– No Flamengo é sempre uma oscilação grande. Quando ganha está tudo bem, mas quando não vai, fica muito complicado. Independentemente, nossa defesa é muito boa, não vínhamos bem, mas já nos fortalecemos para o jogo depois da vitória sobre o Bahia e vamos tentar parar o ataque adversário. O time está sendo montado para sair com a vitória – objetiva o velho conhecido Brocador.


Fonte: LANCENET!

Ler mais »

Experiência de vida, reconhecimento, e carinho ao Sport. Brocador reencontra o Fla

Hernane Brocador (Foto:  Reginaldo Castro)

Ídolo recente do Flamengo, Hernane deixou o nome escrito na história nas últimas páginas da memória rubro-negra, com uma passagem de pouco mais de dois anos na Gávea. Período este, que lhe renderam um título da Copa do Brasil, de 2013, do Carioca de 2014, além de incrível marca de 36 golsmarcados em 2013, tornando-se o maior goleador do Brasil naquele ano. Pouco mais de um ano depois de deixar a equipe carioca para tentar trilhar a carreira no futebol árabe, o Borocador garante que não se arrpendeu de ter tentado a sorte no Oriente Médio e, agora, tem a chance de reencontrar pela primeira vez, neste domingo, o Rubro-Negro, defendendo as o Rubro-Negro de Pernambuco.


Mesmo com todo o carisma que cativou e encantou os torcedores do Flamengo, Hernane não esconde o carinho pelo Fla, mas ressalta que o momento é diferente e espera retribuir a confiança so dirigentes do Sport.

– Estou muito feliz por este momento, mas este jogo vejo como um outro qualquer, mesmo sabendo que o Flamengo é um grande clube, onde vivi um grande momento. Mas pode ter certeza que farei meu melhor, defendo agora o Sport, clube que me paga, me aceitou no retorno ao Brasil, me aceitaram muito bem, ainda mais por um momento difícil que fiquei sem jogar – disse o Brocador, que lembrou da experiência que teve ao deixar o Brasil:

– Não me arrependo de nada do que aconteceu, é uma experiência de vida para todos nós. Mas se outros jogadores vierem conversar comigo sobre a chance de jogar por lá, vou falar a verdade. Foi bom, aprendi um pouco, até algumas coisas em árabe.

 
Como foi a sua adaptação no futebol árebe?

– Futebol árabe é muito complicado. Lá eles não têm período de adaptação, ainda tem fuso horário, mudança de país, idioma. Quando se machuca, eles não querem nem saber. Querem que jogue. É bem complicado. E para piorar, também não arcaram com as obrigações comigo. Não pensei duas vezes para voltar ao Brasil. Saí daqui pensando no futuro, na minha familia, não apenas pelo dinheiro.

Por conhecer alguns ex-companheiros será fácil marcar?

– Conheço muitos jogadores, mas o Eduardo Baptista (treinador) vai mostrar os pontos fracos do adversário, e procuro sempre finalizar na falha do zagueiro. Quero sempre fazer os gols – finalizou.


Por que o Sport nesta volta ao Brasil?

– A minha volta foi tentando buscar um clube que pagasse em dia, uma equipe boa, com tudo isso, pois não adianta nada não receber. Foi por isso que voltei. Meu empresário por já conhcer o pessoal e a estrutrua, sabia que o Sport estava cumprindo com as obrigações vamos brigar por coisa grande. Por isso aceitei esse projeto. Quero retribuir esse reconhecimento que tiveram comigo, por me aceitar bem aqui.

E como está sendo a vida em Recife?

– Refice é uma cidade muito boa, cidade agradável demais. Me adaptei muito rápido, mas o complicado é o transito daqui. O do Rio era um pouco pior, mas como a gente quase não ia para o centro da cidade era tranquilo.

Desde que voltou a atuar no Brasil, com a camisa do Leão, foram seis jogos, com quatro gols marcados. Sendo dois pela Copa Sul-Americana, no último confronto do Sport, contra o Bahia, além de outros dois válidos pelo Campeonato Brasileiro.


Fonte: LANCENET

Ler mais »

Técnico de Kayke no ABC-RN aposta: "Vai suprir a ausência do Guerrero"

Cirino, com Kayke e Paulinho na foto, também participou de mais um treinamento (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)Apesar de ter atuado por mais de 12 anos na base do Flamengo e dos quatro jogos feitos pelo time profissional do clube em 2007, o atacante Kayke será titular pela primeira vez com a camisa rubro-negra neste domingo, às 16h, contra o Sport. Isso foi o que o treinamento comandado por Oswaldo de Oliveira no sábado, no CT do Náutico, deixou claro. 
O longo tempo de Gávea, porém, ainda não faz de Kayke um jogador conhecido da torcida rubro-negra. Como profissional do Fla, soma cinco jogos (quatro em 2007 e um em 2015, contra o Atlético-PR). Em todos começou como reserva. Técnico dele no ABC-RN, com quem conquistou o segundo turno do Campeonato Potiguar de forma invicta, Josué Teixeira elegeu os principais pontos fortes do ex-pupilo e disse acreditar que o atacante pode substituir Guerrero à altura.
- Jogador de muita técnica, boa presença de área e com uma bola parada muito boa. Finaliza muito bem nas faltas em diagonal e sabe cabecear bem. É um jogador que tem tudo para se dar bem. Já conhece o Flamengo, não vai sentir o peso da camisa e já é um dos artilheiros do Brasil em 2015. A tendência é que tenha bom rendimento. É claro que não é o Guerrero, mas vai suprir a ausência dele com certeza - apostou Josué, agora técnico do Macaé
Josué destacou o fato de Kayke ser um dos artilheiros do Brasil - soma 20 gols na corrida pelo Prêmio Friendenreich, mas também valorizou o fato de acreditar que o atleta de 27 anos distribui democraticamente o estilo de seus gols.
- É frio para finalizar. Faz gols de falta, de pênalti, de fora da área, de dentro área, de cabeça. Comigo foi artilheiro e craque do Campeonato Potiguar (marcou 12 gols).

Sport e Flamengo vão jogar na Arena Pernambuco. Com 31 pontos, o Leão é o sétimo. O Rubro-Negro é 13º, com 26. 
Fonte: GE

Ler mais »

Promessa de troco e reencontro: Sport de Brocador encara o Fla na Arena

Ninguém tem dúvidas de que o inesgotável assunto "campeão brasileiro de 1987" virá à tona neste domingo, quando a partir das 16h (de Brasília), na Arena Pernambuco, Sport e Flamengo entrarão em campo para duelar pela 44ª vez na história do confronto. Mas depois de muito tempo esse tema não sobressairá tanto como em outras oportunidades. O duelo ganhou outros temperos. No jogo do primeiro turno, no Maracanã, Diego Souza queixou-se de falta de Fair Play por parte do Fla no lance que garantiu aos cariocas o empate por 2 a 2. O reencontro entre Hernane, herói flamenguista na Copa do Brasil 2013, e o ex-clube também merece destaque.

Eliminado pelo Vasco da Copa do Brasil na última quarta-feira, o Flamengo precisa de recuperação significativa no returno para perseguir o que seus jogadores vêm pregando: uma vaga na Libertadores. Para o jogo deste domingo, dois desfalques sérios: Guerrero, com lesão de ligamento no tornozelo direito, e Ederson, que sofreu estiramento na coxa direita, estão fora.O Sport entra em campo ainda com um jejum de seis jogos seguidos sem vencer na Série A, mas o clima é dos melhores possíveis nesta semana. A sequência negativa foi quebrada na última quarta-feira, quando venceu o Bahia por 4 a 1 e se classificou para as oitavas de final da Copa Sul-americana. A empolgação, que fazia parte da rotina do clube, voltou, e o sonho com o retorno ao G-4 ainda nesta rodada está mais vivo do que nunca entre torcedores e jogadores
Braulio da Silva Machado (SC) apita o jogo, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Carlos Berkenbrock (SC). O Premiere e o PFC HD transmitem a partida. O GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real, com vídeos. 
HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)



Sport: o técnico Eduardo Baptista fez mistério como nunca antes havia feito. Ele até esconde algumas peças em algumas oportunidades, mas para este domingo não confirmou um jogador sequer no time titular. Algumas dúvidas são claras, como Magrão ou Danilo Fernandes, Élber ou Marlone e André ou Hernane. O Sport deve entrar em campo com Magrão (Danilo Fernandes); Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Diego Souza, Élber (Marlone) e Maikon Leite; Hernane (André).
Flamengo: Oswaldo de Oliveira dispensou o mistério no último treino antes do duelo com o Sport. Em exaustivo treino de bolas paradas, deixou claro que levará a campo o seguinte time: Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Canteros, Alan Patrick e Everton; Emerson Sheik e Kayke.
HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)

Sport: ninguém
Flamengo: Wallace, suspenso, e Guerrero, Ederson e Nixon, todos lesionados. O primeiro sofreu lesão ligamentar no tornozelo direito, o camisa 10, estiramento na coxa esquerda; e o último, recuperando-se de sério problema no joelho esquerdo, só volta em 2016. Anderson Pico acertou com o Dnipro, da Ucrânia e não viajou.
header pendurados 690 (Foto: arte esporte)

Sport: Marlone, Matheus Ferraz e Neto Moura.

Flamengo: Alan Patrick, Everton, Márcio Araújo, Pará e Paulo Victor.
Fonte: GE

Ler mais »

Goleiros brilham, e Vasco e Fla não saem do zero pelo Carioca de fut 7

No jogo mais esperado da primeira fase do Campeonato Carioca de futebol 7, Vasco e Flamengo ficaram no 0 a 0, neste sábado, graças às boas atuações dos goleiros das duas equipes, Piolho, do time da Gávea, e Diogo, da equipe de São Januário. A partida, disputada no Iate Clube Jardim Guanabara, no Rio, foi válida pela última rodada da primeira fase. Com o resultado, o Rubro-negro avançou na primeira colocação do grupo B, e o Cruz-maltino passou na vice-liderança. 
Vasco Flamengo Carioca futebol 7 (Foto: Davi Pereira/Jornal F7.com)
Este foi o segundo confronto entre Vasco e Flamengo em 2015.  Em março, os times de enfrentaram na final da Copa dos Campeões, em Conselheiro Lafaiete (MG), e Cruz-maltino ficou com o título ao derrotar o arquirrival nos shoot-outs (tiros livres) por 3 a 1, depois de um empate em 0 a 0 no tempo normal.
O time de São Januário conquistou as duas competições que disputou no ano. Além da Copa dos Campeões, o Vasco foi campeão da Copa Rio em cima do Botafogo. Clube com o maior número de conquistas no fut 7, o Flamengo vem tendo uma temporada irregular. Vice da Copa dos Campeões, o Rubro-negro foi eliminado precocemente na Copa Rio, terminando em quinto.
Fluminense Botafogo Carioca futebol de 7 (Foto: Davi Pereira/Jornal F7.com)
Ainda neste sábado, Fluminense e Botafogo se enfrentaram pelo grupo A e empataram em 1 a 1, gol de Leno, para o Flu, e Jansen, para o Bota. O resultado classificou o Alvinegro para a próxima fase, enquanto o já classificado Tricolor não conseguiu alcançar o seu objetivo de avançar na primeira colocação da chave.
Fonte: GE

Ler mais »

Passado alvirrubro e gaúchos deixam Caetano em casa no CT do Náutico

Rodrigo Caetano e Lisca, técnico do Náutico (Foto: Fred Gomes/ GloboEsporte.com)
No sábado, dia do único treino rubro-negro em Recife antes do jogo contra o Sport, Rodrigo Caetano se sentiu em casa no CT do Náutico, localizado no bairro de Guabiraba, às margens da BR-101. O diretor executivo do Flamengo jamais havia pisado no local, mas conhece o Alvirrubro de longa data. Jogou pelo clube em 1999 e muitos de seus companheiros e adversários foram abraçá-lo durante a atividade comandada por Oswaldo de Oliveira.
- Na minha época, tinha só o Estádio dos Aflitos. Treinávamos e jogávamos lá. Essa área dos caras é um avanço absurdo, com parte de hotelaria boa. Estou muito feliz com isso e por poder ver um monte de amigos. Já sabia dessa área (do CT), o Carlos Kila (ex-gerente de futebol alvirrubro), que é gaúcho também, havia me mostrado o projeto. Eu disse a ele: "você tem um diferencia a favor, porque, o Náutico, mesmo não tendo grandes recursos financeiros para a contratação de jogadores, dá um passo à frente com essa infraestrutura.
Hotel no qual se concentra o time do Náutico fica atrás de um dos campos (Foto: Fred Gomes/GloboEsporte.com)
Caetano também foi cumprimentado por Fabiano Eller e até por jogadores da base alvirrubra, mas bate-papo especial teve com Kuki. Eles não foram companheiros de Náutico, mas se conhecem da época que rivalizavam no Rio Grande do Sul. Apesar de toda a identificação com o Timbu, o ex-centroavante baixinho só chegou ao clube aos 29 anos. 
Kuki é auxiliar de Lisca, treinador do Náutico. A comissão técnica alvirrubra ainda contra com o preparador de goleiros de Ceará, que jogou com Caetano no Timbu.
Rodrigo Caetano e Kuki, ex-Náutico (Foto: Fred Gomes/ GloboEsporte.com)
- O Kuki, eu joguei contra ele muito tempo. Ele é do Sul, acho que de Soledade (nasceu em Crateús, no Ceará, mas ainda criança foi para cidade gaúcha de Encantado). O Ceará foi meu goleiro aqui. O Lisca enfrentei muito no Rio Grande do Sul e nós estudamos na mesma escola.
O Flamengo volta a treinar no CT do Náutico nesta segunda-feira, às 10h. Antes disso, enfrenta o Sport neste domingo, às 16h, na Arena Pernambuco. Os cariocas atualmente ocupam a 13ª colocação, com 23 pontos, oito a menos do que o Leão, sétimo colocado.
Fonte: GE

Ler mais »

Jogadas de bola aérea têm grande chance de definir Sport x Flamengo

O duelo entre Sport e Flamengo, neste domingo, tem grandes chances de ser decidido em bolas aéreas. Isso porque as equipes têm exatamente o mesmo número de gols marcados e sofridos dessa maneira no Campeonato Brasileiro: são 11 feitos e 14 levados.
No caso do Rubro-Negro carioca, foram sete sofridos nos últimos cinco jogos do Brasileirão, sendo um contra (Samir, diante do Palmeiras). Apesar dos gols, o Flamengo conseguiu vencer em duas ocasiões, contra Atlético-PR e São Paulo. Nos nove jogos em que marcou por meio de jogadas aéreas, a equipe saiu com os três pontos cinco vezes, empatou uma - justamente contra o Sport - e perdeu três.
Já os pernambucanos sofreram seis gols dessa maneira nos últimos quatro jogos do Campeonato Brasileiro e fez apenas um, na derrota para o Corinthians por 4 a 3. Em dez partidas que marcou em jogadas aéreas, o Sport venceu e empatou quatro vezes e perdeu apenas duas. Quando os gols saem dessa forma para o Leão, ele é decisivo em todas as vezes, ou seja, muda a pontuação de momento do jogo.
Gols a partir de jogadas no Brasileirão-2015 (Foto: GloboEsporte.com)
Durante as partidas do meio da semana, as duas equipes tiveram os duelos mudados após um gol de bola aérea. No caso do Flamengo, o tento que eliminou o clube pela Copa do Brasil saiu da cabeça de Rafael Silva, após cruzamento de Nenê. O Sport, por sua vez, abriu o placar para a goleada contra o Bahia com um gol de Rithely, também de cabeça.
Na liderança da lista de qual clube mais sofre gols em jogadas aéreas está o Vasco, que tem a pior defesa do campeonato. Foram 16 dos 34 sofridos. O líder em gols marcados dessa maneira é o Palmeiras, segundo ataque mais positivo do Brasileirão, que fez 18 nas 33 vezes que balançou as redes. O Atlético-MG, que tem o maior número de gols marcados, fez apenas 11 vezes e está empatado com Flamengo e Sport.
Com números iguais em gols de bolas aéreas, resta saber se haverá o desempate neste domingo ou se as equipes vão continuar na mesma posição como o segundo que mais leva e quarto que mais faz.
Fonte: GE

Ler mais »

Deu tudo errado! Fla amarga eliminação, crise política e perda de 'craques'

O Flamengo viveu uma semana para esquecer dentro e fora do campo. Na Copa do Brasil, o Rubro-negro sofreu dolorosa eliminação para o Vasco e ainda perdeu Guerrero e Ederson por lesões. Além disso, nos bastidores, o time vive intensa disputa política entre integrantes da diretoria com a aproximação da eleição.
Sem dúvida, o pior momento da semana para o torcedor do Flamengo foi a eliminação para o Vasco pela Copa do Brasil com um empate por 1 a 1 na última quarta. A rivalidade cresceu com a volta de Eurico Miranda à presidência do Cruzmaltino e o Rubro-negro mais uma vez acabou saído na pior em confronto com a equipe de São Januário neste ano. Em 2015, foram seis partidas: três derrotas para o rival, dois empates e apenas uma vitória do time da Gávea.
Para complicar ainda mais, o Flamengo perdeu Paolo Guerrero com uma entorse no tornozelo direito e pode ficar desfalcado do peruano por 15 dias. O jogador deve retornar apenas no duelo com a Chapecoense, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 13 de setembro.
Guerrero deixou a partida com o Vasco com uma entorse no tornozelo direito
O camisa 9 já desfalcaria o clube carioca nos jogos contra Avaí, Fluminense e Cruzeiro por conta da convocação para amistosos com a seleção peruana. Agora, além de perder as partidas pelo seu país, também está vetado para o duelo do próximo domingo, contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.
Peça importante no time, o meia Ederson também tem problema físico e sente dores no músculo adutor da coxa esquerda desde a partida com o Vasco. Ele está fora do duelo deste domingo com o Sport. A situação pode ser ainda mais grave, uma vez que a situação do atleta ainda será melhor avaliada no começo da próxima semana.
Outra notícia negativa foi a possibilidade de perder Emerson Sheik em um futuro julgamento no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O atacante ofendeu o árbitro da partida com o Vasco pela Copa do Brasil, Wilton Pereira Sampaio, em entrevista dada no intervalo da partida para a TV Globo. Na ocasião, ele disse que o juiz era "uma m...".
Fora dos gramados, mais mudanças. Gerson Biscotto assumiu a vice-presidência de futebol numa tentativa do presidente Eduardo Bandeira de Mello de retomar a estrutura de comando da pasta - modificando o Conselho Gestor - e atrair aliados para as eleições de dezembro.
A entrada de Biscotto foi a quinta troca na diretoria desde que o então grupo de Bandeira de Mello "rachou de vez". O desafio agora é manter a turbulência apenas nos bastidores.
Fonte: UOL

Ler mais »

Em longo treino de bolas paradas, Kayke é confirmado no ataque do Fla

Flamengo treina em Recife (Foto: Fred Gomes/ GloboEsporte.com)
Mesmo sem Guerrero, fora por conta de lesão ligamentar no tornozelo direito, o Flamengo terá um homem de referência no ataque contra o Sport, neste domingo, às 16h, na Arena Pernambuco. Em treino realizado no CT do Náutico, no bairro de Guabiraba, Oswaldo de Oliveira deixou claro durante trabalho tático que Kayke será o companheiro de Sheik no ataque.
Em atividade aberta à imprensa, mas com veto a filmagens e fotos dos trabalhos táticos, Oswaldo deu ênfase total à bola parada. Vale destacar que o Flamengo sofreu sete gols nos últimos sete jogos em jogadas aéreas. Foram 50 minutos praticando cruzamentos, escanteios e faltas laterais à exaustão. 
Pv e torcedores em Recife (Foto: Fred Gomes/ GloboEsporte.com)
O treino pôs fim a qualquer tipo de mistério, e o Flamengo vai enfrentar o Sport com Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Canteros, Alan Patrick e Everton; Emerson Sheik e Kayke.
Jogadores atendem fãs após o treino
Embora tenha proibido o registro de imagens do trabalho tático, o Flamengo permitiu que torcedores acompanhassem o treinamento. Terminadas as atividades, rubro-negros e atletas das divisões de base do Náutico se misturaram na busca por fotos e autógrafos.
Praticamente todos os jogadores titulares e alguns reservas atenderam os torcedores.
Emerson Sheik e torcedores em Recife (Foto: Fred Gomes/ GloboEsporte.com)
Diretor executivo do Flamengo, Rodrigo Caetano estava em casa no CT do Náutico, clube no qual atuou em 1999. Encontrou velhos conhecidos dele próprio e da torcida alvirrubro, como o ex-atacante Kuki e o ex-goleiro Ceará, ambos integrantes da comissão técnica do Timbu. Lisca, colega de Caetano nos tempos de escola, também bateu longo papo com o dirigente. 
Rodrigo Caetano e Kuki, ex-Náutico (Foto: Fred Gomes/ GloboEsporte.com)
Fonte: GE

Ler mais »